Cristãos cubanos são condenados por educar seus filhos em casa

foto

Menina cristã orando pela família (Foto: Portas Abertas)

Os pastores Ramón Rigal e Ayda Expósito, da Igreja de Deus em Cuba, foram condenados e presos por dois anos e 18 meses, respectivamente, por crimes de “atos contrários ao desenvolvimento do menor” e “associação ilícita”.

A condenação partiu do Tribunal Municipal de Guantánamo, após o casal ter optado dar educação em casa para os filhos, Ruth Rigal, de 13 anos, e Joel Rigal, de 9 anos, com a ajuda do Colégio Hebrom da Guatemala.

“Eu via Meu pai todos os dias de manhã rezando, ele rezava 3 vezes ao dia. Agora é muito difícil não vê-lo nem a minha mãe. Meu irmão mais novo toda vez que tem de ir para a escola, me abraça e chora muito. Ele está traumatizado e não quer ir para a escola”, conta Ruth Rigal, filha do casal.

Os pastores educavam as crianças com CDs e material impresso, além de algumas aulas pela internet. Ruth contou que os pais foram levados logo na primeira hora da manhã e o material apreendido.

“Eles estavam em roupas civis e vasculharam toda nossa casa”, conta.

Após o julgamento, a avó paterna das crianças, Nori María Rodríguez, foi informada que caso as crianças não comparecessem a escola, elas seriam mandadas para a Pátria, uma instituição para crianças sem lar.

Segundo a organização Portas Abertas, a família tem recebido ajuda financeira para manter as crianças enquanto os país estão na prisão.

Gospel prime

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s