“Nossos direitos vêm de Deus, não do governo”, diz Trump para cristãos perseguidos

Donald Trump entre vítimas de perseguição religiosa. (Foto: White House)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu na Casa Branca 27 pessoas vítimas de perseguição religiosa em várias partes do mundo e pode ouvir a história de algumas delas.

“Na América, sempre entendemos que nossos direitos vêm de Deus, não do governo”, disse Trump segundo a agência Reuters.

O presidente estava diante de representantes de países como China, Cuba, Tibete, Paquistão, Irã, Birmânia, Coréia do Norte, Sri Lanka, Eritreia, Nova Zelândia e outras nações.

Entre os que participaram da visita estavam o pastor americano Andrew Brunson, que foi libertado da prisão na Turquia no ano passado; Nadia Murad, uma advogada yazidi e ganhadora do Prêmio Nobel da Paz; e Mariam Ibrahim, uma mãe cristã que foi libertada do corredor da morte no Sudão em 2014.

“Hoje somos homens e mulheres de muitas tradições religiosas diferentes de muitos países diferentes. Mas o que você tem em comum é que cada um de vocês sofreu tremendamente por sua fé: você suportou assédio, ameaças, ataques, julgamentos, prisões e torturas”, disse Trump no início da reunião.

“Cada um de vocês se tornou uma testemunha da importância de promover a liberdade religiosa em todo o mundo”, completou.

Fonte: gospel prime

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s