Brasileiro de 11 anos é premiado em concurso de piano na Europa

f1669d33-226c-4fa4-83eb-3b6e5a5de3ac-8ad420d2-d9e5-4bb5-80f1-6ae8c71582fa

Foto: Arquivo Pessoal/Adriane Singh

Ao som de Suíte Brasileira, o pequeno Théo Siqueira de Proença Singh, de 11 anos, encerrou o 9º Concurso Internacional de Piano Maria Herrero, em Granada, Espanha. Único brasileiro premiado, o morador de Sorocaba (SP) se destacou na categoria infantil B, de 11 a 13 anos, e levou o prêmio musicalidade.

O concurso foi realizado no dia 11 de julho e teve participação de pianistas de diversos países, como Estados Unidos, Rússia, Alemanha, China, Turquia, Espanha e também do Brasil. A premiação foi dividida nas categorias infantil, infantil B, juvenil, jovem artista e um prêmio especial.

A mãe de Théo contou que desde pequeno o filho é apaixonado por música e se emocionou ao vê-lo representando o Brasil, principalmente, por ter sido convidado para encerrar a premiação.

0771d448-0601-4577-89f2-de7f5148cf48-f965ff69-c944-4541-8fa3-f80c9091bab6

Foto: Arquivo Pessoal/Adriane Singh

“Foi emocionante demais. Ver meu filho receber prêmio por sua musicalidade, sensibilidade, dedicação e disciplina, foi emocionante foi um momento inesquecível. Eu chorei muito. Passou um filme cabeça lembrando dos cds do ‘Baby Mozart’ que ele ouvia ainda na minha barriga, das primeiras aulinhas de musicalização infantil, o primeiro tecladinho e o primeiro piano eletrônico”, afirma Adriane Singh.

Ela conta que a participação de Théo no concurso internacional foi após ele ter sido premiado em dois concursos nacionais, em 2017 e 2018.

af750fb7-4071-40b9-b947-a847b9ab20b6-47c4c88e-ac8f-4d0b-961e-98210707aec7

Foto: Arquivo Pessoal/Adriane Singh

“Ele levou primeiro lugar em um concurso A professora dele nos informou sobre esse concurso internacional que seria em julho, mês das férias do Théo. Houve etapas e ele foi selecionado. Ficamos muito orgulhosos e fomos com a família toda prestigiá-lo”, diz.

Paixão

O pequeno pianista diz que percebeu que amava piano quando conseguiu tocar uma música “de ouvido” de Mozart. “Eu comecei a fazer aulas, mas eu consegui tirar essa música de ouvido. A professora me falou que era difícil para minha idade”.

Théo afirma que quando soube que ia representar o Brasil na categoria infantil B ficou nervoso, mas que treinou bastante para que tudo desse certo.

“A minha sensação quando eu estava representando o Brasil foi um pouco de nervosismo, porque sabia que os meus concorrentes eram bons. Quando chegou no dia do concurso, eu treinei bastante. Mas quando eu toco piano eu esqueço tudo e coloco emoção”, diz.

b52b98c1-4675-4889-b60c-47cd702c1e73-2c499dd9-b193-4d8d-8a27-969bac52e5ad

Para ele, a música representa emoção. “Quando você toca música você esquece tudo, você coloca sua emoção, seus sentimentos. Isso que a música representa para mim, ela mexe com os outros”, afirma.

Agora, ele pretende continuar estudando para seguir com a música no seu futuro. “Eu pretendo ser um pianista. Mas eu pretendo ser um bom pianista, não um qualquer. Quero ser um diferente”, diz.

Fonte: meio norte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s