Vigilância Sanitária intensifica busca para verificar outros possíveis casos de meningite em Picos

O diretor da UFPI – Campus Senador Helvídio Nunes de Barros de Picos (CSHNB), o professor doutor, Gleison Monteiro, afirmou que o diagnóstico de meningite em um aluno da instituição foi confirmado e a gestão da universidade encaminhou o caso para a Vigilância Sanitária de Picos.

ufpi-picos-vale-640x445

Foto: reprodução

Gleison disse que medidas já estão sendo tomadas a fim de orientar os alunos e servidores do campus. “Como foi um caso confirmado, nós acionamos a Vigilância Sanitária, eles estiveram aqui ontem (27) e já foram mobilizadas pessoas do bairro, já tem um processo de orientação aqui dentro da universidade, então essa medida já foi tomada, já estão tendo orientações educacionais junto à comunidade”, afirmou .

O coordenador da Vigilância Sanitária de Picos, Robsoncley Viana, disse à nossa equipe que o órgão fez uma busca ativa na região onde o aluno mora para verificar a possível presença de outros casos, já que a doença é altamente infecciosa.

“A gente fez uma busca ativa na região onde ele mora para saber se existe mais casos. A gente fez um levantamento e investigação de outros casos e não foi confirmado nenhum outro caso na região que ele mora, nem na Universidade Federal. A gente também buscou fazer um levantamento das pessoas que tiveram um contato íntimo e prolongado com ele e fez a profilaxia, ou seja, foi feita uma medicação para prevenir o adoecimento de quem teve em contato com o paciente. E a gente orientou a universidade para o caso de aparecer mais sintomas, procurar a unidade hospitalar para tomar as providências cabíveis”, destacou.

O coordenador disse ainda que não irá mais se manifestar sobre o caso para não expor ainda mais a instituição de ensino superior e nem o aluno.

Entenda o caso

O caso tomou grandes proporções no município após um aluno da UFPI buscar assistência médica no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, após sentir-se mal. Ele foi diagnosticado com suspeita de meningite. O discente é natural do Ceará e está atualmente recebendo acompanhamento médico na capital, Fortaleza, após a confirmação positiva de meningite.

As pessoas com meningite podem ter:
Dores locais: costas, nos músculos ou pescoço
No corpo: calafrios, fadiga, febre, mal-estar, perda de apetite ou tremor
No aparelho gastrointestinal: náusea ou vômito
Na pele: erupções avermelhadas ou manchas vermelhas
Também é comum: confusão mental, falta de interesse em alimentar bebês, irritabilidade, letargia, medo de sons altos, respiração acelerada, ritmo cardíaco acelerado, sensibilidade à luz, dor de cabeça, pescoço rígido ou sonolência.
Fonte: Grande Picos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s